O lado sena na verdadeira Imagem do seu Hard Drive e os impactos em Estratégia de IT mundo afora!

Quem é de TI e nunca passou por uma partida elétrica, como uma ferramenta de Senai no lugar errado para você, ainda que certo para o core business de seu cliente ou brother, atividade fim, e quem nunca perdeu um hard drive por problemas da famigerada trilha zero, aonde fica a sua MBR, a trilha inicial de boot, aonde tudo se inicia no sistema operacional, sem a qual o PC não rola e você perde um pouco na seleção natural do mercado de trabalho?
Quantos HDs não foram literalmente para o espaço, com informações grandes ou pequenas, não importa, foram suas, porque a engenharia de software é uma coisa e a de hardware é outra, sim, uma coisa, uma coisa, outra coisa, outra coisa, sem preciosismo, vitimismo… Alias a Rádio peão disto tudo, evoluiu tanto, que é capaz de tranformar verdadeiros Médicos em monstros do lago ness… Também não quero com isto me apresentar como o Lord Byron ou o Vira-Lata, por favor, considerem que tive mais adolescência e infância do que a alta, não tenho dinheiro para me educar pela Fox, talvez um dia, possa compreender melhor aquelas joalherias da Europa também em nossa economia…
Tal fato ocorre na praça, porque as formatações e as técnicas de manejo dos HDs, seja pela MS, seja pela Norton dentre outros, não contemplam a janela do processo integral de magnetização física mas apenas a lógica, mais especificamente pelos processos envolvendo a FAT, não a family, por favor, não me levem a mal, misericórdia… Talvez seja porque tempo é dinheiro, quem sabe? São universos distintos, aonde realmente o que vale mais é o capital do que o trabalho pra variar, nestes disfarces para uns, e jogo-de-cintura para outros… Fato verídico é que a BIOS parou de Magnetizar mesmo o Hard Drive, tal qual como antes o fazia nos seus processos de vida e de menor indiferença! A MS e as outras também podem fazer isto no Windows, lógico!
A trama é complexa, e envolve diversos atores como a busca pela energia pura, que para agente parece mais uma tragicomédia de impurezas, principalmente quando é no nosso que a bateria arria, e não temos o dinheiro suficiente para a reposição do artefato estratégico, digo isto, aonde o dinheiro faz a diferença para nós, no denominado mercado SOHO lá, ou seja, PMEs – Pequenas e médias empresas e pessoas de mais simplicidade. As grandes corporações de alta-roda, hoje-em-dia, já estão em outra, na Cloud Computing e tudo o mais, e nos chamam de caretas, quando nos vêem gingando em textos como estes, hoje mais de boa do que antes, quando o país tinha menos liberdade de expressão e mais liberdade assistida do que hoje… Ainda não vivemos no céu e nem no City-Tour da classe média! Somos um país de gente pobre, que de fato, hoje sonha um pouco mais e precisa de menos paralelitudes e mais de atitudes!
Resumindo, perdemos estratégias importantes em nossas vidas e até saúde mental mesmo com todos estes desgastes bancados por nossa conta, quando demoramos em retrabalhos de reconstituição de nossas vidas e em TI, remonte de informações, e isto não ocorre apenas no Brasil, é mundial mesmo. Enquanto o primeiro mundo fala em SLAs de 99,999%, contratos que garantem erro praticamente zero de perda, não temos ainda a devida preocupação, a maturidade com o estilo MBR de nossos fornecedores com os quais confiamos a nossa estratégia, de boa fé, ainda que tenhamos Backups, também quando isto é possível.

Viram só, como agem as forças ocultas também subliminarmente afim de nos banalizar!

Percebam, se queremos uma democracia plena, temos que lutar por ela, com os dons de que Deus nos delegou em nossa pequena esfera de atuação, para a resiliência de transformar esta sena de um HD baleado, em algo mais produtivo para a humanidade, da qual pertencemos realmente, e pagar menos Bills desta natureza, aonde mais nos agridem do que nos constroem, com a ausência de raciocínio estratégico para as nossas vidas, principalmente de quem nos governa que deveria ver isto e parece não estar no mesmo compasso, devemos cobrá-los mais também por estas deixas de intangibilidade e por raciocínio colateral em que envolve o nosso dinheiro no mais amplo sentido, o mais verdadeiro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *